Saltar para: Posts [1], Pesquisa e Arquivos [2]

RIR É O MELHOR REMÉDIO

por João Castro e Brito, em 18.01.23

medidas pra combater mais uma crise que se adivinh

Com efeito, e aproveitando o ensejo de hoje se celebrar mais uma data comemorativa: o Dia Internacional do Riso, aqui vai o meu contributo para que este dia não seja um dia igual aos outros: um dia tristonho. São incontáveis, as razões para haver tanta tristeza...
Todavia, e porque tristezas não pagam dívidas, como é comum dizer-se, pelo menos, hoje, quero ver se não penso nelas e me riu que nem um perdido.
Sublinho que o meu contributo não é patrocinado por nenhuma entidade pública ou privada, portanto é uma participação inteiramente pessoal sem fins lucrativos.
Então avancemos que se faz tarde:
Segundo a ciência, rir, acciona cerca de 80 músculos do nosso corpo.
Ainda, segundo este domínio do conhecimento, o riso afecta órgãos como o cérebro, a garganta, o coração, o tórax, as pernas e os pés. Além do rosto, como é claramente evidente numa gargalhada espontânea.
Contudo, há circunstâncias em que devemos evitar rir desbragadamente. Nomeadamente, quando sofremos de flatulência (não confundir com vaidade ou presunção).
Continuando a fazer fé nos dados científicos, esta forma efusiva de expressar a felicidade, produz efeitos terapêuticos apreciáveis, como o adiamento da eclosão das primeiras rugas durante o processo de envelhecimento.
Mas há mais benefícios para a nossa saúde, causados pelo riso: redução do stresse; conversão de calorias em energia; melhoria da qualidade do sono, da circulação sanguínea, da respiração e digestão.
O riso contribui também para o fortalecimento do abdómen e do sistema imunitário e melhora a apetência sexual. Finalmente, parece estimular a criatividade e a criação de laços com outras pessoas, embora careça de estudos mais aprofundados. Porém, o rol de benefícios é quase inesgotável.
Portanto, meus queridos amigos e amigas, não se esqueçam de criar as condições necessárias para rir ou, no mínimo, sorrir. Olhem, por exemplo, vejam filmes de comédia e evitem testemunhar cenas tristes ou, pelo menos, não estejam sempre a fazer "zapping" à procura delas.
E sobretudo, meus caros e caras, fujam de pessoas sorumbáticas e ambientes de cortar à faca. Uma dose diária de sorrisos e até umas gargalhadas bem sonoras, é contagiante, pode mudar as nossas vidas e melhorar o nosso estado físico e anímico. Pela vossa saúde!
 

Autoria e outros dados (tags, etc)


Mais sobre mim

foto do autor


Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.


Arquivo

  1. 2024
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  14. 2023
  15. J
  16. F
  17. M
  18. A
  19. M
  20. J
  21. J
  22. A
  23. S
  24. O
  25. N
  26. D
  27. 2022
  28. J
  29. F
  30. M
  31. A
  32. M
  33. J
  34. J
  35. A
  36. S
  37. O
  38. N
  39. D
  40. 2021
  41. J
  42. F
  43. M
  44. A
  45. M
  46. J
  47. J
  48. A
  49. S
  50. O
  51. N
  52. D
  53. 2020
  54. J
  55. F
  56. M
  57. A
  58. M
  59. J
  60. J
  61. A
  62. S
  63. O
  64. N
  65. D
  66. 2019
  67. J
  68. F
  69. M
  70. A
  71. M
  72. J
  73. J
  74. A
  75. S
  76. O
  77. N
  78. D
  79. 2018
  80. J
  81. F
  82. M
  83. A
  84. M
  85. J
  86. J
  87. A
  88. S
  89. O
  90. N
  91. D
  92. 2017
  93. J
  94. F
  95. M
  96. A
  97. M
  98. J
  99. J
  100. A
  101. S
  102. O
  103. N
  104. D
  105. 2016
  106. J
  107. F
  108. M
  109. A
  110. M
  111. J
  112. J
  113. A
  114. S
  115. O
  116. N
  117. D
  118. 2015
  119. J
  120. F
  121. M
  122. A
  123. M
  124. J
  125. J
  126. A
  127. S
  128. O
  129. N
  130. D
  131. 2014
  132. J
  133. F
  134. M
  135. A
  136. M
  137. J
  138. J
  139. A
  140. S
  141. O
  142. N
  143. D