Saltar para: Posts [1], Pesquisa e Arquivos [2]


Ó TIO, Ó TIO!

por João Brito, em 24.01.15

ó tio, ó tio2.jpeg

- Ó tio, ó tio! 
- Diga lá, meu menino!
- É verdade que o nosso governo havia anunciado, em 2014, que ia criar um novo visto para atrair talentos estrangeiros, com o intuito de obviar a saída dramática de jovens qualificados, mas "piegas", da sua "zona de conforto"?
- Claro que sim, meu menino! Aliás, esse foi, e continua a ser, o objectivo capital do nosso governo, pois assenta na ideia simples de que é necessário ocupar os espaços deixados vagos, criando condições atractivas para os talentos estrangeiros, nomeadamente estudantes, que queiram vir ocupá-los, dadas as vantagens do visto que só visto, contado ninguém acredita!
- Ó tio, ó tio!
- Diga, meu menino!
- Mas o tio não acha que há aqui uma contradição? Porque razão continuam a sair jovens qualificados do país e, simultaneamente, oferecem-se vistos aos talentos de fora com a promessa de se lhes garantirem as condições que se podiam dar aos nossos?
- Ó meu menino, não vê que temos de dar continuidade à modernização da política migratória nacional? Aliás isso faz parte da nova orgânica do Alto-Comissariado para as Migrações! É o intercâmbio migratório, a livre circulação dentro do espaço Schengen, meu menino!
- Ó tio, ó...
- Nem tio, nem meio tio! Olhe, vamos, mas é, às urgências curar esse coma alcoólico! Pode ser que tenhamos sorte e ainda seja atendido hoje...

Autoria e outros dados (tags, etc)

FOTO MISTÉRIO

por João Brito, em 22.01.15

foto mistério.jpg

Recupero a rubrica, em epígrafe, que fazia parte de um blogue que jaz morto e arrefece:
Após curto interregno natalício, cá estou com mais uma foto mistério para gáudio dos caríssimos leitores e leitoras que têm a bondade de passar por aqui, mesmo que seja, na hipótese mais optimista, uma passagem fugaz.
De modo análogo às anteriores, a foto é manipulada no sentido de pôr à prova, uma vez mais, a vossa memória visual. Presumo que a generalidade já adivinhou de quem se trata, sendo que é escandalosamente, evidente! Mas dou uma achega: trata-se, com efeito, de um barão vinhateiro, luso-britânico, do princípio do século passado, dono de extensos vinhais em Colares e cercanias.
Um aparte a propósito de Colares e ao redor, pois penso que o saber não ocupa lugar, como disse alguém, não sei quem: Pétros Políbio, filósofo e lutador greco-romano, já falava dos vinhos de Colares e arredores como sendo dos mais famosos "collums" da Lusitânia e Arrabalde. Isto, um século antes dos visigordos e dos vândalos dos suevos terem invadido a Península de Troia, desde o Carvalhal até à Praia Grande, imaginem!
Mas, pronto, foi só uma curiosidade. Continuemos, então, com a personagem proposta de que pouco se sabe a não ser o facto de se ter tratado, efectivamente, de uma figura lendária do mundo dos vinhos. Mesmo desconhecendo-se a razão de tal lenda. Presume-se, apenas, que deve ter passado o resto dos seus dias dividido entre Almoçageme e a aprazível e romântica Sintra. Também se julga, com base em probabilidades, naturalmente, que era dado aos prazeres mundanos, tão característicos da classe aristocrática à qual pertencia.
Dos seus ascendentes quase nada se sabe e pensa-se que pode ter sido concebido, algures na Quinta da Regaleira, o que vem dar alguma credibilidade a alguns especuladores que afirmam que ele era um regalo de menino.
Também se conjectura que cresceu num ambiente muito austero e homofóbico e que, em pequenino, sonhava que era um escantilhãozinho de fino cristal.
Enfim, todas estas histórias valem o que valem, pois não passam de presunções, algumas falsas, evidentemente.
Sabe-se também que entre os seus admiradores incondicionais se contava um conhecido cortesão, Claire Clairmont, de quem era muito íntimo e com quem tomava o chá das cinco na Piriquita – passe a publicidade – , servido juntamente com o habitual travesseiro, doce regional pelo qual se pelava perdidamente (até eu, caraças!).
Finalmente, para os românticos, ele será eternamente, Lord Jorge.
E pronto, penso que esta é de caras. No entanto aqui ficam as propostas costumeiras onde somente uma corresponde à ou, no caso, às personagens propostas.
Não há prémios, à semelhança das fotos mistério anteriores, mas podem continuar a escrever as respostas através de bilhete-postal e endereçá-las para as residências habituais para testarem o grau de morosidade dos CTT.
Sugestões:
Jorge Menendez and friend
Lord Bayer and Mary Shelby
Senhor Lopes e dona Idalina do 2º Dtº
Sir John Barbarossa and wife
Simplesmente, Pedro e Paula
Good luck!

Autoria e outros dados (tags, etc)

PREMONIÇÃO?

por João Brito, em 07.01.15

a premonição.jpg

 

Autoria e outros dados (tags, etc)


Mais sobre mim

foto do autor


Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.


Arquivo

  1. 2022
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  14. 2021
  15. J
  16. F
  17. M
  18. A
  19. M
  20. J
  21. J
  22. A
  23. S
  24. O
  25. N
  26. D
  27. 2020
  28. J
  29. F
  30. M
  31. A
  32. M
  33. J
  34. J
  35. A
  36. S
  37. O
  38. N
  39. D
  40. 2019
  41. J
  42. F
  43. M
  44. A
  45. M
  46. J
  47. J
  48. A
  49. S
  50. O
  51. N
  52. D
  53. 2018
  54. J
  55. F
  56. M
  57. A
  58. M
  59. J
  60. J
  61. A
  62. S
  63. O
  64. N
  65. D
  66. 2017
  67. J
  68. F
  69. M
  70. A
  71. M
  72. J
  73. J
  74. A
  75. S
  76. O
  77. N
  78. D
  79. 2016
  80. J
  81. F
  82. M
  83. A
  84. M
  85. J
  86. J
  87. A
  88. S
  89. O
  90. N
  91. D
  92. 2015
  93. J
  94. F
  95. M
  96. A
  97. M
  98. J
  99. J
  100. A
  101. S
  102. O
  103. N
  104. D
  105. 2014
  106. J
  107. F
  108. M
  109. A
  110. M
  111. J
  112. J
  113. A
  114. S
  115. O
  116. N
  117. D